Voltar à página principal
Pintura Notícias Textos de Teresa Magalhães Recortes de Imprensa Sobre a Pintura Contactos


Jornal de Notícias - artigo de Ana Vitória - Exposição Individual na Galeria Valbom - 2007

2007-02-03
ANA VITÓRIAL

Um conjunto de 44 pinturas da autoria de Teresa Magalhães, realizadas entre 2003 e 2006, pode ser visto, a partir de hoje, na Galeria Valbom, em Lisboa. Os trabalhos foram desenvolvidos sobre tela e sobre papel. 
A pintura de Teresa Magalhães nasce estritamente da manipulação da cor. Um processo criativo que levou o Nobel português da literatura, José Saramago, a dizer " As cores de Teresa Magalhães, tal como sou capaz de vê-las, ou segundo o que nelas julgo perceber, não têm nome. E mesmo que o tivessem não é isso que me importa. O que me importa, sim, é sentir nelas aquilo a que, provavelmente sem qualquer originalidade, chamarei uma instabilidade contínua do sentido". 

A propósito desta sua mais recente mostra, que ficará patente na Galeria Valbom até 31 de Março, a própria artista diz "Pintura é uma imagem . É um conceito, um raciocínio, uma ideia, uma linguagem. Pintura é um sentimento, um desejo, um indivíduo. Pintura é um país, uma época, um universo. Pintura é uma aposta".

É por isso que a sua pintura nasce estritamente da manipulação da cor, "concebendo-se em superfície, determinando-se pelo gesto", como se lê no texto que acompanha o catálogo.

Nascida em Lisboa em 1944, Teresa Magalhães licenciou-se em Pintura pela Escola de Belas Artes de Lisboa. Em 1976 integrou o grupo "5+1" , de que faziam parte João Hogan, Júlio Pereira, Guilherme Parente, Sérgio Pombo e Virgílio Domingues. 

Entre os inúmeros prémios que recebeu destacam-se o Prémio Edição na Exposição Nacional de Gravura Fundação Calouste Gulbenkian, em 1981 e 1987, e, em 1994, o Prémio Aquisição "I Bienal de Arte AIP - Tendências dos anos 90", Europarque, Santa Maria da Feira. Está representada, entre outras instituições, no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian e no Museu Nacional de Arte Contemporânea (Chiado), em Lisboa. Em 2004, foi agraciada por Jorge Sampaio com o grau de Grande-Oficial da Ordem do Infante D. Henrique.


 


  © 2008 Teresa Magalhães. Todos os Direitos Reservados || Desenvolvido por workinblues multimedia